7 coisas que eu quero fazer ainda este ano


Hoje vou partilhar algumas coisas que quero fazer ainda no decorrer deste ano. Estou a escrever isto aqui no Blog porque serve como desafio para conseguir realmente atingir essas metas. Aí vai a listinha:

coisas que quero fazer esse ano1. Seguir meus instintos – muitas vezes eu tenho aquela sensação de que deveria ter escudado a minha voz interior e acabo me lamentando por seguir o que supostamente é mais “lógico” ou que o amigo meu amigo aconselhou.

2. Passar mais tempo ao ar livre – devido ao meu trabalho de Webdesigner eu passo grande parte do meu dia em frente ao computador. Isso é pouco saudável e muito desgastante psicologicamente. Preciso retirar pelo menos 15minutos do meu dia para ir até à floresta ou jardim mais próximo.

3. Comer menos açúcar – este é o ponto mais importante da lista, a sério! Eu gosto tanto de bolos e doces que se torna quase impossível alcançar esta meta. No entanto vou reduzir gradualmente e substituir por alternativas mais naturais e saudáveis.

4. Ir para a cama mais cedo – tenho tentado melhorar este ponto, mas tem sido difícil porque eu adoro ficar vendo um filme ou uma série antes de deitar. Sei que tudo é um hábito e se eu abdicar desde vício, vou conseguir adormecer mais cedo e ser mais produtivo no dia seguinte. Importante!

5. Escrever sobre o que acontece comigo – algo parecido com um diário, onde eu possa escrever as coisas mais “íntimas” que se passam comigo e que muitas vezes parecem impossíveis de resolver. Sei que através da expressão por palavras, muitas coisas tornam-se mais simples e problemas podem passar a boas soluções.

6. Desenhar imagens que impressionem meu filho – Sempre quis aprender como desenhar, mas infelizmente não nasci com o dom e preciso praticar incessantemente para conseguir criar figuras aceitáveis. Meu filho, tal como eu, também é apaixonado por desenho e eu quero muito ensinar-lhe a dominar esta arte, para isso, preciso adquirir um bom curso de desenho Online de forma a evoluir e conseguir cumprir esta meta.

7. Ser simpático e solidário com os outros – Não que eu seja um “Shrek” ou algo parecido, mas às vezes estou tão preocupado com os meus assuntos que acabo me esquecendo do “mundo lá fora”, pessoas que precisam de ajuda e de um ombro amigo. É uma sensação muito boa; dar sem esperar nada de volta, e eu quero que esse sentimento esteja sempre presente nos meus dias.

8. Aumentar minhas “visitas” à academia – Este é outro ponto importante da lista! Há 3 meses atrás inscreve-me na academia aqui da terra. Nos primeiros 2 meses estava super determinado e ia todos os dias, agora no último mês, devido a vários fatores estou um pouco afastado dos treinos. Quero muito ficar em boa forma e ter um corpo sarado! Não só vou aumentar meu comprometimento com a academia, como também vou adquirir Hyper-Body para ter mais força e aumentar minha massa muscular.

Estas são apenas algumas coisas que eu quero fazer no decorrer dos próximos meses antes de chegar o verão. Espero que você goste do post! Se quiser pode deixar um comentário abaixo com as coisas que você gostaria de fazer. Fique à vontade!

O meu primeiro encontro foi definitivamente hilariante..rss


O primeiro encontro com uma mulher pode ser uma experiência muito divertida, mas também pode ser algo muito ruim e estressante. Todo o mundo passa por isso em algum momento de sua vida e todos têm experiências diferentes para contar.

meu primeiro encontro foi horrivelEu pessoalmente lembro-me muito bem do meu primeiro encontro e posso dizer que foi tudo menos bom..rss! Quando era mais novo todos os meus amigos zoavam de mim por ser muito tímido e reservado com as meninas, alguns iam mais longe e até me chamavam “padre” ou “anjinho”. Eles não sabiam o quanto aquilo me afetava e quanto abalava minha confiança. Tudo isso, juntando à minha timidez própria dos 14anos contribuiu para que meu primeiro encontro fosse um verdadeiro fracasso.

Lembro-me de estar em casa um certo dia com meu amigo Diogo (que era na altura o “rei” das mulheres) e de ele me dizer que tinha falado com uma tal de Sandrina e que ela tinha mostrado interesse em mim, ele dizia “ela te acha muito bonito e eu marquei com ela e uma amiga amanhã às 12h em minha casa. Meus pais não vão estar em casa e podemos estar sozinhos com elas. Tens de vir! Não podes falhar!”

Quando ele me disse aquilo eu fiquei completamente atormentado…rss, afinal de contas eu não tinha como fugir, estava tudo combinado e se eu falhasse iria ser zoado para o resto de minha vida! Lembro-me que nessa noite não dormi pensando como deveria agir com a menina, que palavras e frases bonitas deveria usar, como poderia fazer boa figura, sendo que até àquela data eu nem sequer tinha dado um beijo ainda (rss)!

Todos os sinais indicavam que as coisas poderiam correr mal e assim foi…

No dia seguinte pela manhã eu fiz de conta que não me lembrava do encontro e não disse nada ao meu amigo, para ver se conseguia cair no esquecimento 🙂 . Até às 11h45mins tudo parecia calmo e tranquilo e havia sérias possibilidades de eu me livrar desse encontro forçado. Estava muito contente porque ia continuar na minha zona de conforto e não iria passar vexame…até queee….5mins depois toca a campainha. Olhei pela janela e não queria acreditar! Era o Diogo mais as meninas…eles vinham-me buscar!

Ufff…meu coração começou imediatamente a palpitar velozmente, mas não tive outro remédio senão embarcar na aventura. Fui à rua com as pernas a tremer, cumprimentei todo o mundo e seguimos para casa dele.

Para ser sincero a partir daqui minha mente não se lembra ao pormenor do que aconteceu (talvez por estar extremamente ansioso), mas claro, existem coisas que nunca vou esquecer.

Lembro-me de estarmos todos reunidos na sala e da Sandrina se levantar e me levar até um dos quartos. Para ser sincero eu nem achava ela bonita e não tinha qualquer tipo de atração. Eu estava ali basicamente para provar aos outros e também a mim mesmo que conseguia estar com uma mulher e fazer tudo o que uma mente jovem anseia fazer 🙂 .

Já no quarto eu parecia uma rocha (rs), não me mexia, não falava, tremia, suava e tudo ao meu redor parecia um terror! Eu sei que ela percebeu isso, mas talvez por ser mais velha e experiente (tinha 16anos na altura salvo erro) ela se aproximou de mim e tomou total iniciativa dali para a frente.

Eu simplesmente fui deixando as coisas acontecer (e aconteceram) 😛 mas foi tudo de uma forma muito forçada e sem graça! Basicamente eu senti que estava ali por obrigação e definitivamente não é assim que penso hoje. Não me arrependo do que aconteceu pois provavelmente foi através desta experiência que comecei a ganhar confiança e hoje consigo conquistar qualquer mulher sem vergonha ou medo da rejeição.