Minha experiência com dietas


minha barriga

Sim! Essa barriguinha aí do lado direito é minha, ou melhor era!

Durante quase toda minha vida fui gordinho, na casa dos 85kg. Nunca fui muito de me preocupar com minha estética, mas cheguei a uma altura da minha vida em que deixei de me sentir bem comigo próprio.

Penso que essa foto foi o ponto de virada! Nunca antes me tinha sentido tão mal ao olhar para mim próprio.

 

Como cheguei a este estado

Em agosto de 2014 eu comecei a trabalhar como contabilista de uma empresa de Moldes aqui em Mooca, na qual ainda estou hoje. Passava grande parte do tempo sentado em frente ao computador e nunca fui pessoa de recusar um bombom ou um belo hambúrguer no MacDonalds.

A consequência disso é que cheguei aos impensáveis 95kg em julho de 2015 (altura em que me tiraram aquela foto). Meu peso até então nunca tinha sito tão alto e minha autoestima, tão baixa. Todas as roupas que eu usava deixaram de me servir e a cada dia que passava eu me sentia pior na minha pele.

 

Ponto de virada

Desesperado com minha situação e depois de pesquisar várias soluções na Internet, decidi começar a fazer a dieta de proteínas por iniciativa própria. Parei de comer “porcaria” e reduzi quase para zero a ingestão de hidratos de carbono, como arroz, pão branco, massa, bolos e doces, batatas, etc (ou seja quase tudo aquilo que eu comia diariamente eu eliminei). Comecei a ingerir fruta entre os pratos principais para enganar a fome e absorver o minimo de energia para aguentar o dia.

Como deve calcular esta mudança não foi fácil, em especial nos primeiros 5dias. Meu corpo tremia, tinha suores frios e cheguei até a ter alucinações (creio que pela falta de carboidrato), mas eu mantive minha força de vontade. Quando eu tinha vontade de comer algum doce, eu enganava o estômago com fruta ou pedaços de bacon.

Em pouco tempo os meus colegas de trabalho começaram a notar que eu estava mais magro, o que me deu ainda mais força para continuar.  Valeu todo o esforço: em 2 meses consegui perder quase 18kg.

Com 77kg e satisfeito com os resultados, voltei a colocar alguns carboidratos na minha alimentação, mas em pouca quantidade. Continuo a comer frutas entre refeições e bebo muita água, sucos desintoxicantes e muito chá verde. Doces só em épocas festivas ou esporadicamente ao fim de semana.

Hoje eu me sinto bem, mais ativo e alegre. Voltei a gostar de me ver ao espelho. Não sou nenhum modelo, mas tenho uma apresentação cuidada e elegante (pelo menos eu acho) e isso é mais que suficiente para mim.

Encarando a possibilidade de um dia ficar careca


poderei um dia ficar carecaHoje quero falar sobre a minha experiência com a “guerra” da queda de cabelo e a possibilidade real de poder um dia ficar careca. É verdade! Vou relatar todos os tratamentos e estratégias que já usei para melhorar minha condição genética, mas infelizmente grande parte delas sem grandes resultados.

Eu comecei com Minoxidil no verão de 2012, com 31 anos, foi justamente com essa idade que comecei a perder cabelo a uma velocidade incrível.

Colocava 1ml de Minoxidil de manhã e outro à noite. Para além disso usava shampoos fortificantes e tomava vitaminas, chá verde e linho. Acredito que era uma excelente combinação para fortalecer meus cabelos. Dito e feito! Em cerca de 7meses o meu couro cabeludo ganhou uma densidade impressionante, deixei de ter entradas e o meu cabelo estava forte como o aço. Sinceramente eu pensava que tinha vencido a “guerra” e jamais voltaria a ser careca.

No entanto, passados 12meses de tratamento os efeitos desapareceram e meu cabelo começou a cair novamente com bastante intensidade. Nessa altura até rapava o cabelo a pente 1 para disfarçar.

Depois disto adicionei Follixin à minha combinação e os resultados melhoraram um pouco, essencialmente na prevenção à queda, mas para fazer crescer cabelo novo foi insignificante.


Atualmente e depois de muitas frustrações já me dei por vencido, já não gasto dinheiro com estes produtos, o único que mantive foi o Follixin, pois realmente funciona no fortalecimento capilar. Estou a ficar bastante careca mas ainda tenho cabelo, como podem ver na página sobre mim. Na verdade, isto não me estressa mais, sou um rapaz com muitos amigos, sou simpático e até tenho êxito entre o público feminino :). Tenho tudo para ser feliz!

Para os que têm este problema genético não desanimem. O cabelo não é assim tão importante como pensamos. Eu era daqueles que ficava me olhando no espelho e ficava aterrorizado pensando que poderia ficar careca, mas agora é algo que sinceramente me passa ao lado.

Gostaria de ter mais cabelos? SIM. Mas não fico mais me lamentando. Gosto de mim tal como sou.

Resumo: os tratamentos fazem efeitos a curto prazo, máximo 2 anos. Aquele que pensa que vai conseguir fazer crescer cabelo e mantê-lo para toda a vida com este tipo de tratamentos se equivoca, digo isso por experiência própria.